Mini-curso gratuito: Educação musical, gênero e sexualidade

Olá! É com muita alegria que divulgo que na próxima quarta-feira, dia 25/04, eu e o querido amigo Hugo Romano Mariano ministraremos no XI Encontro de Educação Musical da Unicamp o mini-curso Educação musical, gênero e sexualidade.

Ele acontecerá das 19 às 21hs na sala 22 do Instituto de Artes. Será gratuito e aberto ao público, é só chegar! Caso queira participar das demais atividades do encontro, você pode consultar a programação aqui e realizar a sua inscrição no próprio evento. As inscrições virtuais terminam amanhã, dia 23/04.

Segue a sinopse do nosso mini-curso:

O mini-curso tem o objetivo de apresentar uma análise e descrição interdisciplinar dos conceitos de gênero e sexualidade amalgamados à educação musical a partir das perspectivas pós-estruturalista, da sociologia da música e dos estudos queer. Tal proposta traz uma reflexão sobre as três atividades principais na música – compor, ouvir e tocar – que, por sua vez, são entremeadas pelo estudo da história da música e pela aquisição de habilidades onde as poéticas musicais e práticas sociais estão envolvidas por uma reflexão sobre educação musical diante da diversidade.

Nesta perspectiva serão explicitados dados de pesquisa que mostra como educação musical, em contexto de educação formal, é elemento importante da construção das identidades de gêneros dos sujeitos. Será feita uma reflexão sobre como as crianças pequenas, em seus processos de apropriação da música, constroem os significados inerentes e delineado avaliados a partir da categoria de gênero, sob o prisma da noção de dominação masculina.

Após a exposição teórica, será proposta uma reflexão ativa sobre como as questões de gênero e sexualidade se fazem presentes no cotidiano escolar, dentro e fora da sala de aula. Faz sentido pensar nessas questões na aula de música? Como a/o docente pode atuar na tentativa de desconstruir estereótipos de gênero e preconceitos? Qual a importância do repertório de atividades para auxiliar nesse trabalho? Esta etapa da oficina será feita a partir de uma troca de experiências, vivências e questionamentos.

Na verdade nós pretendemos fazer menos exposição e mais diálogo, então vai ser muito participativo. Vem, gente!

Fico particularmente feliz por estar neste mini-curso com o Hugo porque, como sempre gosto de lembrar, foi ele que me fez começar a refletir sobre questões de gênero na prática educativa, durante as oficinas de musicalização onde atuamos juntos. Sim, a culpa é toda dele!!! :)

Até lá!


A situação precária do Instituto de Artes da Unicamp em 2018

Oi! Eu estou no Instituto de Artes desde 2012, passei pela greve de 2013 e 2016 e agora estamos em um novo processo de mobilização (enquanto o DCE finge que nada está acontecendo após vazar da assembleia geral por não quererem votar uma pauta), que já resultou em duas paralisações no IA, uma na última quinta-feira, quando outros institutos também paralisaram, e outra na segunda (também conhecida como hoje).


Obrigada, Geovana, por mandar as fotos dos cartazes!

Continue reading


A pós graduação em Música na Unicamp

Oi! Semana passada eu tive uma aulinha de recepção da pós graduação, que serviu para explicar várias questões sobre o curso e a pós em si. Como muitas pessoas ficam curiosas para saber como é o mestrado em Música, vou compartilhar algumas informações aqui. :D

Continue reading


Global Game Jam 2018: joguinho que eu fiz!

Oi! Não sei se isso é de conhecimento geral (agora que já faz tanto tempo), mas além de ser professora de música eu sou formada no técnico em informática e fiz três anos de ciência da computação antes de mudar para a licenciatura em música. Quando troquei de curso, achei que meus anos como programadora tinham terminado mas a vida é cheia de surpresas…

Uma coisa que eu acho que as pessoas sabem mais é a minha paixão por game music. Porém, ao longo da graduação não tive tempo de me dedicar a compor nada (além do que era obrigatório). (sério, não sobra tempo pra nada)

Depois de começar a namorar o Mateus, que faz curso de jogos digitais no IFRJ, meu interesse pela programação ressurgiu! E, como ele estaria em Campinas em janeiro, quando acontece a Global Game Jam, deu pra juntar a programação e a vontade de fazer game music e nós fizemos um jogo!

Continue reading


Eu passei no mestrado!!!!

Post um pouquiiinho atrasado porque muitas coisas aconteceram (incluindo várias comemorações, vários tccs pra revisar e uma perna engessada)

Mas então: EU PASSEI NO MESTRADO!!! Gente, que ansiedade pra ver o resultado… Não achei que fosse possível, mas estava mais ansiosa do que quando prestei vestibular. Talvez porque no vestibular eu tivesse mais de uma opção, no mestrado só tinha o Instituto de Artes mesmo. (eu cheguei a me inscrever na Faculdade de Educação mas nem sequer aceitaram meu projeto na primeira fase)

Continue reading


Cursando disciplinas como estudante especial!

Oi! No fim de 2016, após muitas aventuras, eu me formei na graduação na Unicamp. No primeiro semestre de 2017, fiz duas disciplinas da pós-graduação como estudante especial. Mas afinal o que é estudante especial, talvez você esteja se perguntando?

Continue reading


Diário: VIII Fala Outra Escola

Oi! Na última semana de julho aconteceu o VIII Fala Outra Escola, evento da Faculdade de Educação da Unicamp. Fui na edição passada, em 2015 (é bianual) e gostei muito, então quis voltar – e dessa vez apresentar um trabalho! No ano anterior apresentei meu blog na mostra de trabalhos pedagógicos, dessa vez escrevi um texto mesmo. As fotos que ilustram este post são da mostra, mais uma vez cheia de trabalhos lindíssimos!

fala1

Embora ainda fosse julho, as aulas da escola de música já tinham voltado, então não consegui participar tanto quanto gostaria :( mas aproveitei bastante cada momento. Este evento prioriza a comunicação e a troca ao invés da simples transmissão de conhecimentos, por isso tem sessões de diálogos e rodas de conversa ao invés das mesas e apresentações tradicionais dos congressos. Fiz uma oficina maravilhosa com Genifer Gerhardt, sobre a importância das coisas pequeninas e de olhar para as pessoas, e participei das rodas de conversa sobre a ocupação africanidades no Parque Oziel, que teve a participação de crianças das escolas municipais. Foi muito emocionante!

fala2

Quanto ao meu trabalho, lembro de no ano anterior olhar a lista de trabalhos e reparar que, embora o tema da inclusão estivesse (felizmente sempre está) em alta, não havia nenhum trabalho sobre gênero. Pensei então que gostaria de escrever algo para o próximo e foi isso que fiz! Assim como no Encontro de Educação Musical, também escrevi com o Leo. Nosso tema desta vez foi mais amplo: Educação musical, gênero e sexualidade: diálogos possíveis e experiências em sala de aula. Logo mais posto o texto completo aqui.

fala3

Infelizmente teve um problema técnico com o site usado pelo evento (Galoá) e nosso trabalho não apareceu na lista de comunicações, então muitas pessoas que poderiam ter vontade de nos ouvir nem souberam da existência do trabalho :(( Fomos encaixados em uma sala com pouquinhas pessoas, mas uma das professoras organizadoras do encontro foi nos ouvir e depois compartilhou sua experiência dando aula e contando para alunes sobre o casamento com sua esposa. Isso com certeza valeu muito a pena e deixou meu coração quentinho!! ♥

Foi muito bom e espero ansiosamente pela próxima edição do Fala; tenho um carinho muito grande por esse evento. E pela querida professora Liana, que o organiza com tanto empenho! ♥

Até a próxima!

fala4


Então eu realmente me formei – colação de grau

Oiê! Agora é real: eu sou mesmo uma ex-aluna da Unicamp! (porque eu tava com uma paranoia de que ia chegar na colação de grau e descobrir que foi tudo um engano e eu não tinha me formado hahahahhaah)

colacao-instagram
09/02/2012 – 15/02/2017

Continue reading