#musicmonday 75: 6.15.16.1 20.5.13.5.18 – Djalma de Campos

Oi! A música de hoje é uma eletrônica que ouvi na mostra Contestações eletroacústicas, de estudantes do curso de composição durante o XVII Festival do Instituto de Artes.

alertagolpe

Foi a primeira música da mostra e foi muito impactante, então pedi para o Djalma me mandar para postar aqui. Só para ter uma ideia, essa mostra foi realizada completamente no escuro, então tinha toda uma ambientação. Ela desperta memórias muito desagradáveis… mas não vou comentar muito 1- pra não estragar a surpresa; 2- não me sinto apta a comentar música eletroacústica então vou fazer a Glória Pires.

((por causa da imagem na minha cabeça essa música se chama “alerta de golpe” e não 6.15.16.1 20.5.13.5.18))

Então apenas ouçam a música e, se deixarem tudo escuro para criar o ambiente da mostra, melhor ;) Só clicar aqui para ouvir. (tem outras peças no soundcloud do Djalma, viu?) E fora Temer.


Meu TCC

Oiê! Este post aqui é para compartilhar meu TCC. Eu sempre esqueço de postar os artigos aqui, mas vou tentar postar todos até o fim do ano. Não coloquei o título do TCC no título do post porque é tão grande que iria quebrar o blog. rs. É: Análise da contribuição do estágio no Centro Escolar de Música Manoel José Gomes na formação para a docência de estudantes de licenciatura em Música.

fototcc

Mais conhecido pelo apelido Cemmaneco, foi onde eu estagiei durante 2 anos, desde que foi reaberto com o Projeto Primeira Nota. Meu orientador foi o prof. dr. Fernando Hashimoto, diretor do Cemmaneco. Escrevi aqui um post com imagens da saga que foi fazer esse TCC, haha.

Você pode baixar o pdf com o TCC no dropbox, só clicar aqui :]

Espero que ele seja útil! Até a próxima!


Por um Cotuca melhor

(O post está atrasadíssimo mas acho que nunca é tarde pra registrar, né?) Mês passado, no dia 15 de setembro, aconteceu um caso de homofobia por parte de um funcionário do Colégio Técnico de Campinas (Cotuca) e da orientadora do Serviço de Orientação Educacional (SOE). O funcionário encaminhou dois estudantes ao SOE por considerar que eles estavam demonstrando afeto de forma exagerada. De acordo com outros estudantes, havia casais heterossexuais se comportando de forma semelhante mas apenas o casal homossexual foi repreendido. A orientadora disse que entraria em contato com as famílias dos estudantes para relatar o que aconteceu. Esse caso causou uma grande comoção entre estudantes do Cotuca, pois o casal não é assumido e é do entendimento de todas e todos que o Colégio não deveria contar para suas famílias, pois assumir sua orientação sexual é uma decisão particular que não deve ser tomada por terceiros.

porumcotucamelhor

Continue reading


1ª Audiência Pública: Cotas e ações afirmativas na Unicamp

A Unicamp precisa falar sobre cotas. Essa foi uma das pautas da greve de 2016 e como resultado das negociações a reitoria firmou o compromisso de ampliar o debate sobre as cotas étnico-raciais na graduação por meio de audiências públicas. A primeira delas vai acontecer na próxima quinta-feira, dia 13 de outubro, das 14 às 19hs, no auditório da FCM (Faculdade de Ciências Médicas) com a presença de vários convidados.

cotasnaunicamp

As audiências têm o propósito de promover o debate entre a comunidade da Unicamp antes de encaminhar a discussão para o Conselho Universitário (CONSU), que é a instância deliberativa.

É importantíssima a participação de todas/os. O Kino Andaluz fará a exibição da audiência no PB (Prédio Básico), que é uma alternativa caso o auditório lote ou para pessoas que não poderão acompanhar a audiência inteira. Parece que vai ter um link online também.

A luta pelas cotas étnico-raciais na universidade vai na contramão dos últimos retrocessos que colocam em risco vários direitos e auxílios sociais. Então, repetindo, é importane participar desse debate e dos próximos que virão.

Links:

Evento da audiência
Frente Pró-Cotas da Unicamp
Núcleo de Consciência Negra da Unicamp
Ocupa Tudo Unicamp
Página da Unicamp falando sobre a audiência
Edital da audiência
Por que a Usp não tem cotas?

Até a próxima!


#musicmonday 74: The Typewriter – Leroy Anderson

Oi! Hoje eu queria compartilhar a peça The Typewriter (O datilógrafo), composta por Leroy Anderson em 1950 e tocada pelo amigo Vítor Zago com a Orquestra Comunitária da Unicamp, sob a regência de João Bosco Stecca.

Essa peça explora os timbres da máquina de escrever, como o som das teclas, da alavanca de retorno e do sinal de final de linha, o que remonta o cenário sonoro da sociedade urbana da década de 50.

Espero que vocês gostem! Ah, e com certeza toda a pompa do Vítor também merece um destaque! Ficou ótimo!! Hehehehe

Clique aqui para ver o post no perfil do Vítor.

Até a próxima!


Diário: XVII Festival do Instituto de Artes da Unicamp

Oiê! Faz um tempo (anos) que não posto aqui sobre o FEIA, inclusive porque ano passado não consegui participar. Mas este ano participei na medida do possível (fui para a Jornada de Estudos em Educação Musical na Ufscar, cuja data coincidiu) e foi muito legal!!! Arrisco dizer que teve a programação mais legal dos últimos anos, pelo menos na área da Música.

feia17

Continue reading


Curso gratuito sobre cinema e gênero na Unicamp

Oi! Estou passando para divulgar um curso de extensão gratuito (em inglês) que acontecerá na Faculdade de Educação da Unicamp em agosto. O nome do curso é Geohumanities and gender studies: films as an emancipation tool and power representation e será oferecido pela professora Rosa Cerarols entre os dias 08 e 26 de agosto, com aulas nos dias 08, 09, 10, 15, 16, 17, 22, 23, 24 e 26, sempre no período das 19 às 22 horas.

O programa será:

  • Geohumanities, Films and Gender Studies. Backgrounds and personal introduction
  • From Hollywood to Nollywood through Bollywood Films. An international overview from a global film production and consumption perspective
  • Social and oppressed geographies. Charles Chaplin, Ken Loach and Fernando León de Aranoa films
  • Black and white emotional cosmogeographies: BélaTarr and Albert Serra films
  • WimWenders. Traveling European and American Landscapes
  • Women, men and gender. Pedro Almodóvar and Isabel Coixet Films
  • Feminist Manifestos. From Alice Guy to Chantal Akerman
  • Tchindas. A Cabo Verde’s example of no normative gender and sex construction
  • Documentaries and Subaltern voices. Local and global narratives
  • Geohumanities, Films and Gender Studies. Top-down and bottom-up interactions and futures perspectives

Inscrições na Extecamp; os participantes receberão certificado. São 40 vagas.

Queria fazer o curso mas não tenho essa disposição de horário por causa do trabalho… :(


Poema: Não temeremos!

Oi! Na última assembleia da Adunicamp o professor Wilmar da Rocha D’angelis do IEL (Instituto de Estudos da Linguagem) leu um poema de sua autoria. Eu gostei tanto que quis compartilhar aqui no meu blog. ❤❤ Ele ilustra bem o momento pelo qual estamos passando na Unicamp.

unicampcontraogolpe

Continue reading