Gloomy Sunday: a música do suicídio

Olá a todos!

Hoje vou postar aqui uma lenda urbana musical: a música Szomorú Vasárnap (Gloomy Sunday, ou, ainda, Domingo Lúgubre), do compositor húngaro Rezső Seress. Algumas pessoas chamam essa música de Overture to Death (Abertura para a Morte). Só por isso, dá pra imaginar o que vem por aí.

A história acerca dessa música e dos suicídios que ela supostamente provocou é bem controversa, uma vez que não há registros concretos dessas mortes. Postarei aqui um apanhado das informações da Wikipedia, dos artigos a respeito de Seress e da Gloomy Sunday. (estranhamente o do compositor tem mais informações sobre os suicídios)

Seress a escreveu em 1933. Em 1936 ocorreu o primeiro suicídio. Joseph Keller, de Budapeste, deixou uma mensagem de suicídio que continha as frases da Gloomy Sunday. Após essa morte, mais 17 pessoas se mataram, com mortes de alguma forma relacionadas à música.

Além dessas, especula-se que mais 100 suicídios tenham sido cometidos ao redor do mundo. Diz-se que muitos pularam no rio Danúbio segurando a partitura da música, dois atiraram em si mesmos enquanto ouviam uma versão da música, um homem pediu a música em um clube noturno antes de sair e atirar em si mesmo, um homem se enforcou com uma cópia da música a seus pés, uma secretária se suicidou com gás após pedir que tocassem a música em seu funeral.

Também se diz que, por causa disso, a BBC e outras rádios decidiram banir a música. Entretanto, também não é possível verificar a veracidade dessa informação.

Mas há um fato concreto nessa história toda. Seress, o compositor da música, de fato cometeu suicídio em 1968, atirando-se de uma janela, dois dias após seu 69º aniversário. Na nota publicada no jornal The New York Times, há uma menção à música e à onda de suicídios atribuídos a ela na década de 30.

Essa música e as histórias por trás dela inspiraram alguns filmes: The Kovak Box (A Caixa Kovak), Densen Uta (The suicide song; A música do suicídio) e Ein Lied von Liebe und Tod (Gloomy Sunday – a song of love and death; Gloomy Sunday – uma música de amor e morte).

Será que isso é verdade, afinal de contas?

Na minha opinião, é possível que alguns casos tenham de fato ocorrido. Outros foram surgindo, inventados graças à capacidade das pessoas aumentarem as histórias; como acontece com toda lenda urbana. Além disso, não é tão incomum as pessoas seguirem modas; mesmo que sejam modas mórbidas como suícidios em grupo ou suicídios parecidos. (há um artigo sobre isso na wikipedia, Copycat Suicide. Não vi se tem um em português porque não sei qual é a tradução do termo – edit: O Elaphar postou nos comentário dois links interessantes sobre o efeito Werther, que é basicamente a mesma coisa.)

Segue a letra da música, traduzida para o inglês:

It is autumn and the leaves are falling
All love has died on earth
The wind is weeping with sorrowful tears
My heart will never hope for a new spring again
My tears and my sorrows are all in vain
People are heartless, greedy and wicked…

Love has died!

The world has come to its end, hope has ceased to have a meaning
Cities are being wiped out, shrapnel is making music
Meadows are coloured red with human blood
There are dead people on the streets everywhere
I will say another quiet prayer:
People are sinners, Lord, they make mistakes…

The world has ended!

A tradução em português seria algo assim:

É outono e as folhas estão caindo
Todo o amor morreu na terra
O vento está chorando lágrimas cheias de tristeza
Meu coração nunca mais vai esperar por uma nova primavera
Minhas lágrimas e minhas tristezas são todas em vão
Pessoas são cruéis, gananciosas e más…

O amor morreu!

O mundo chegou ao seu fim, a esperança deixou de ter sentido
Cidades estão sendo destruídas, os projéteis estão fazendo música (*)
Os prados são tingidos de vermelho com sangue humano
Há pessoas mortas nas ruas em todo lugar
Eu direi outra oração silenciosa:
Pessoas são pecadoras, Senhor, elas cometem erros…

O mundo acabou!

(*) Não tenho certeza, mas acredito que esse shrapnel se refira a Shrapnel Shell, algo a ver com munições e artilharia. Traduzi como projetéis porque acho que se encaixa na música e na ideia de guerra e destruição que ela passa.


E agora, como não poderia deixar de ser, dois vídeos que eu achei. Um dela instrumental, e outro com vocal. Por favor, não se matem! A vida é bela e cheia de música; depois de um domingo lúgubre há sempre uma segunda-feira radiante!

Instrumental:

http://www.youtube.com/watch?v=8Kkxbw3s2pM

Foi difícil achar a versão com a letra original. Encontrei uma cena de um filme em que uma atriz canta. Não tenho certeza se é mesmo a letra original porque não tenho a menor ideia de como se pronuncia. >_<

http://www.youtube.com/watch?v=jOqiolytFw4

Até mais! o/

Posts relacionados:


20 Responses to Gloomy Sunday: a música do suicídio

  1. Essa música me assusta O.O' Eu nunca tinha ouvido, mas a achei bem fúnebre mesmo… Tem uma energia negativa… Verdade ou mito, a música é boa e as informações que você nos trouxe foram pertinentes! Um abraço, Patty

  2. Muito bom o post.Existe um termo em português sobre Copycat Suicide. Em português é Efeito Werther (do alemão Werther-Effekt, em homenagem a obra do grande escritor alemão Goethe), mas não existe uma página na Wikipédia em português sobre o assunto, ou melhor, até existe, mas não fala sobre nada do assunto, a não ser um esboço vago.Achei alguma coisa sobre Efeito Werther nas seguintes páginas:http://teorias-do-crime-um-seminario.blogspot.com/2007/03/o-efeito-werther-e-o-suicdio-importncia.htmlhttp://www.espacoacademico.com.br/044/44eozai.htmMesmo assim, quem se interessar pelo fenômeno, a melhor fonte é em livros de psicologia.

  3. @Elaphar:Obrigada pelo comentário e pelos links sobre o assunto!Realmente a wikipedia – e mesmo a internet em geral, dependendo do tema – não é a melhor fonte de pesquisa. Mas acho que é um bom site pra quem quer ter uma ideia mais geral sobre alguns assuntos. Pra se aprofundar, o melhor mesmo é procurar em livros, que são fontes mais confiáveis. =)

  4. Realmente, me lembrou bem o Wherter e a onda de suicidios pela Europa… Não chega a ser uma mensagem subliminar, é apenas identificação das pessoas com um sentimento.. As vezes isso basta para tirar a ultima trava que mantém uma pessoa sem arriscar a sua integridade física..Bela bela música, de qualquer jeito.Bom blog o de vocês. darei mais voltas por aqui.

  5. Essa musica me deixou bastante pensativo ALEM Dela SER BEM ELABORADA, BONITA ,TRISTE e bem MELANCOLICA ela combiNA com a letra na verdade qualquer apaixonado; não todos mais a maioria se mataria por um amor não corresspondido no caso do autor da musica gosto muito de musicas de amor principalmente sombria , mas eu gostaria de ver outros trabalhos deste compositor tipo discografias por exmp; pois n encontrei espero encontralas pois sou fanatico por jazz, musica classica e amo som de piano ;

  6. Acho que pela situação em que o país se encontrava essa música simplesmente fazia com que as pessoas lembrassem mais ainda de seus problemas e isso levava elas a decidir que não fazia mais sentido viver ( visto que o que a musica retratava era a verdade sobre aquele cenário), ao perceberem isso elas decidiam acabar com sua vida !!!

  7. " depois de um domingo lúgubre há sempre uma segunda-feira radiante!"

    ah, odeio segunda-feira mesmo. morrendo no domingo a segunda-feira não chega… :-)

  8. Caros, é a primeira vez que vejo este trecho de filme. Mas me parece aqui que foi claramente cometido um assassinato premeditado! Difícil de ser provado! Mas a moça, com aprovação de um cúmplice, começou a recitar uma música reconhecidamente depressiva para um pianista que, claramente, estava à beira de um colapso. e o fez tocar a música. a conclusão era quase esperada. de fato ele próprio apertou o gatilho que disparou a bala contra sua cabeça, mas não foi ele que provocou a situação. poderia ter sido evitada…

  9. Eu achei a musica em si, normal, é bem musica de orquestra mesmo, começa bem calma meio triste mas entra em um estado de felicidade momentanea e depois volta pra tristeza, (se bem que a maioria das musicas que eu conheço de orquestra são meio assim caidas) ela não me pareceu pra pessoas suicidas, achei linda, gostei, é claro que cada música causa um impacto nas pessoas, no meu caso eu achei normal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *