Os ataques racistas na Unicamp

O racismo infelizmente ainda é uma realidade no cotidiano das(os) negras(os) e indígenas. Ele anda juntinho com a homofobia e o machismo, são melhores amigos. Em geral eles se disfarça, mas recentemente estão acontecendo ataques abertos e explícitos em pichações na Unicamp. E nós não podemos nos calar diante disso.

racismo
Vai ter negrxs na Unicamp, sim! PELAS COTAS JÁ!

Várias das pichações já foram apagadas, mas peguei fotos de duas recentes feitas no IFCH (Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, maior alvo dos ataques). Durante a assembleia geral na terça-feira, que teve como uma das pautas justamente o racismo, encontraram uma pichação muito pesada: “Não tardará o dia em que viremos com armas para a Unicamp para matar esses pretos e viados”. Me faltam palavras pra comentar o horror disso. Também já foram pintadas suásticas em cima de cartazes de movimentos negros e em várias das pichações (tem suásticas ao contrário também).

A reitoria da Unicamp quer fazer um dia para debater o racismo institucional mas ela precisa fazer mais do que isso. O que está acontecendo é muito grave. Não podemos ficar de braços cruzados esperando que concretizem as ameaças e matem alguém. Precisamos todos divulgar o que está acontecendo e pressionar para um posicionamento mais efetivo, para que isso seja investigado. Não podemos ser tolerantes com a intolerância. Eu me sinto envergonhada e assustada com essas pichações, mas não chega nem perto do que estudantes negras(os) devem sentir ao ler isso dentro do seu próprio instituto.

racismo2

Teve também ameaça de estupro pichada no banheiro feminino, o que também é gravíssimo, ainda mais com o caso de estupro na UFABC e o que está acontecendo no conjunto residencial da USP. Gente, pelo amor de tudo que é mais sagrado, tenham empatia com as vítimas de violência. Acreditem na mulher. Não importa se o cara que está com ela é ou não é namorado, mesmo que seja, se ela está pedindo socorro é porque tem motivo!! E no caso das pichações racistas já teve gente dizendo que é o próprio movimento negro está pichando para se vitimizar, eu fico passada com essas coisas, não dá pra acreditar. Parem. Só parem. Aprendam a ter empatia.

ameacabanheiro

ufabc

E vale lembrar também da transfobia que habita os banheiros femininos e se mostra de tempos em tempos. Tem um post inteiro aqui sobre isso. E sobre a questão do racismo, também tem outro post.

unicamp-transexuais

Às vezes eu me sinto muito pequena diante do tamanho do ódio que existe no mundo. Mas não dá pra desistir, a gente tem que lutar, porque juntos somos grandes. Força.

Até a próxima.

Posts relacionados:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *