O bizarro caso do rapaz que pegava vídeos de pessoas tocando e dizia que era ele

Nos últimos dias o assunto do twitter tem sido plágio, pois vários casos foram descobertos e denunciados. (que coisa feia, hein?) Vou falar aqui sobre um caso relacionado a música, que foi o que mais achei bizarro. Roubar texto, roubar desenho, isso tudo a gente já viu acontecer bastante. Mas roubar vídeo de piano?!???!???!


screenshot retirada do vídeo do Eric

Mateus Hwang é… bom, eu não conhecia até semana passada e era um mistério total pra mim como ele ficou famoso na internet, então o Perobense me explicou:

Aqui um video do Botão Select, que foi quem fez toda a investigação. O vídeo está em português e tem toda a comparação entre os vídeos.

Depois disso, um dos pianistas, Eric Kotzian, gravou um vídeo falando a respeito. (PS: também não é bonito zoar a aparência e do estilo do moço, tá?) Esse vídeo tem legendas em português, tem alguns errinhos mas no geral dá pra entender bem. (a gente tem uma palavra em pt pra “cover”, aliás? Versão?)

Olha só, eu podia escrever como se eu tivesse descoberto essa treta toda, mas postei os vídeos que me informaram a respeito e linkei os autores. Viu, não é difícil creditar o trabalho dos outros!

O que falar sobre isso? Eu acho bizarro que ele não só não pensou que poderia ser descoberto, como também não se sentia mal recebendo um monte de elogios por algo que não fez. Como pode uma falta de vergonha na cara dessas?!

Além de tudo é muito tosco como ele fica falando “não tá lá essas coisas”, “ficou ruim” ao roubar vídeos de gente que toca pacas. ¬¬ Eu ficaria putaça se ele roubasse um vídeo meu e colocasse de título “O PIOR COVER DO MUNDO!”. Plmdds. Errou feio, errou rude.

E o que Mateus Hwang fez quando aconteceu essa treta toda? Ele gravou um vídeo pedindo desculpas. Bom, é o mínimo mas já é mais do que dá pra dizer sobre outras/os plagiadoras/es. É um pouco questionável, entretanto, porque tem um vídeo anterior em que ele fala sobre o Botão Select e uma moça fora da câmera fica falando que “gostam de perder tempo com ele”, “ele nem tem dinheiro” etc e depois ele fez uma série de vídeos “será que foi plágio?” (analisando e julgando se o caso da Satty foi plágio, é incrível a cara-de-pau), “minha mãe soube que roubei videos”, “eu apareci no treta news”. Ao invés de deixar o caso morrer e seguir com a vida, parece que ele está tentando alimentar a polêmica pra lucrar em cima.

¯\_(ツ)_/¯

Enfim…

O que podemos concluir com isso?

1- Se você viu um conteúdo legal e quer escrever sobre isso, credite a fonte original e acrescente a sua opinião ou só divulgue o conteúdo alheio mesmo. Não tente conseguir elogios/dinheiro/fama com o trabalho dos outros.
2- Se você acha um instrumento legal, aprenda a tocar. (inclusive eu dou aulas, viu, Mateus?)
3- “Desse jeito a gente vai ter que começar a gravar vídeo que nem se fosse pro vestibular, mostrando o rosto e falando o nome antes.” – Leo
4- Se você plagiar alguém, vai ser descoberto mais cedo ou mais tarde. Pode demorar, mas vai acontecer. Se você fizer sucesso, as chances disso acontecer são maiores e a internet não perdoa. Então apenas: não.
5- Valorizem as pessoas que criam conteúdo original!!!!!

Até a próxima.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *