Relato: O caso do piano falsificado

Olá! Costumo postar aqui no blog casos que me mandam das falcatruas que infelizmente acontecem no mundo dos pianos, como o post sobre a máfia dos pianos. O Jorge entrou em contato comigo por causa daquele texto para compartilhar sua experiência também.

Ele mora no Japão e trabalha viajando o mundo para comprar pianos. Wow!!! Que trabalho incrível, não é mesmo? :o Mas não tem só coisas boas, como vocês vão ver a seguir… O texto abaixo é o que ele me escreveu por email.

pianofake6
O braço deveria ser arredondado.

“Sou especialista em comprar pianos, viajo o mundo comprando e trazendo ao Japão. Também exporto do Japão para outros países. Infelizmente a taxa de importação no Brasil é caríssima. Senão enviaria os bons do Japão.

Também me especializei em modelos europeus e principalmente no Steinway em geral. Tive uma péssima experiência. Comprei um Piano Steinway Modelo B. Ano 1956, em média 40.000 euros. (restaurado)

Mas, como sempre, viajo e verifico pessoalmente as partes originais e tals. Mas enfim, sabe que a marca Steinway tem os modelos fabricados na Alemanha em Hamburg, que são os mais caros e antigos, e depois de anos começaram em New York, por isso que existem esses mesmos modelos mas fabricados em lugares diferentes. Nisso a diferença mais clara é na parte dos braços de frente do piano de cauda, o modelo feito em Hamburg é curvado e os de NY são em L.

Mas o problema foi que me indicaram e então não fui verificar. Cortaram os cantos da frente dos braços e curvaram, assim ficou exatamente igual ao feito em Hamburg nas fotos. E aceitei. Ainda tive os custos de envio por avião da Polônia para Alemanha e depois da Alemanha para o Japão.

Quando aterrisou e abrimos a caixa…. BUMMMMM

Foi uma decepção.

Mas enfim foi resolvido, depois de gerar um baita problema.

Enviei de volta o mesmo, fui ate a Polônia, quando chegou abrimos e mostrei a eles os problemas, já havíamos solicitado ou o dinheiro de volta ou outro piano, arranjaram um outro, fui até lá pessoalmente verificar e constatar a originalidade, enfim deu tudo certo. Mas foram longos 6 meses de transtorno e perda de tempo.”

O Jorge enviou algumas fotos que ilustram bem as diferenças entre os pianos e apontam detalhes errados. Acho que é fantástico ter esse conhecimento tão grande das partes de um piano!

pianofake1
O original de Hamburg é arredondado. O de New York é reto.

pianofake2
O de New York usa peças com teflon. O original nunca usa teflon.

pianofake3
As teclas do New York têm 48mm de espaçamento entre a ponta da preta e a ponta da branca. O de Hamburg tem 50mm.
Setas apontando partes que não são originais do Steinway.

pianofake4
Peça sem um pedaço de metal que o original de Hamburg tem.

pianofake5
As cordas não são originais do Steinway, são cordas Heller.
Aquela madeira foi cortada.

Até a próxima! (e quem quiser enviar o seu relato também, é só entrar em contato!)

Posts relacionados:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *