Oleg Berg: trocando a tonalidade das músicas (maior x menor)

O título completo seria “trocando a tonalidade das músicas de maior pra menor e vice-versa”, mas achei que ia ficar muito comprido.

Então, a Platy sempre me manda uns links interessantíssimos, muitos deles eu tenho vontade de transformar em posts aqui.

Outro dia ela me mostrou o canal do youtubel Oleg Berg, que se propõe a inverter a tonalidade das músicas: as que estão em tonalidade maior vão pra menor e vice-versa.

Quem é leigo em teoria musical talvez não entenda o que isso quer dizer. Tentando explicar de um jeito simples, cada música está dentro de uma tonalidade, que pode ser maior ou menor dependendo da distância entre as notas da escala (tons e semitons). Na prática, costuma-se dizer que a escala maior é feliz e a escala menor é triste, mas isso não é sempre verdade; existem músicas “felizes” em escalas menores.

Essa explicação não deve ter ajudado muito, pra quem quiser se aprofundar eu escrevi um post sobre escalas maiores e outro sobre escalas menores, anos atrás. (já faz 4 anos que tenho este blog O.o)

Enfim, essa coisa teórica da distância entre tons e semitons, na prática muda o que uma música transmite, o sentimento que ela passa! Ao mesmo tempo que dá pra reconhecer todas as melodias, dá pra ver que tem algo muito diferente. É isso que os vídeos desse canal mostram. Vou colocar alguns exemplos aqui:


http://youtu.be/2BkEorFwJGg


http://youtu.be/4lNzeKImVTE


http://youtu.be/rGflu3TbREo


http://youtu.be/bH2Y5BNE7fA


http://youtu.be/2GAGM9feOcI


http://youtu.be/SDtrjYUX9gU

Como dá pra ver, são vídeos de estilos variados… E no canal do youtube tem muito mais, passem lá pra ouvir!

Até mais!

Posts relacionados:


One Response to Oleg Berg: trocando a tonalidade das músicas (maior x menor)

  1. Nossa, muito legal!! Vira e mexe também gosto de brincar de ficar mudando os modos das músicas pra ver como ficam.
    Realmente algumas ficam irreconhecíveis, como o Bolero de Ravel e a 5ª sinfonia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *