Filme: Le roi danse (o rei dança) – Lully

Olá! O post de hoje é sobre o filme francês de 2000, Le roi danse (pronuncia-se “le ruá”, não é tipo leroy merlin), ou, em tradução literal, “o rei dança”. Esse é um filme “sobre o Lully”. Está entre aspas porque não é exatamente sobre a vida do compositor barroco, mas focada no relacionamento entre ele e o rei Luis XIV, como o título sugere.

Numa época em que os compositores eram servos do rei, e se dirigiam a eles com toda a humildade e servilismo possível, Jean Baptiste Lully era diferente. Ele era arrogante, egoísta e egocêntrico. Queria satisfazer o rei, claro, mas além disso não suportava ver o sucesso dos outros. Como ele caiu nas graças do rei, com o tempo ele foi ofuscando os outros compositores.

O filme mostra bastante as brigas de Luis XIV com sua mãe, seu lado dançarino (o rei dança!) e como ele apreciava a arte, em especial a música de Lully. Mostra a parceria do compositor com Molière, o escritor de comédias e ator, no gênero comédie-ballet. Mostra os diversos escândalos de Lully, que se envolvia com mulheres e homens e tinha o rancor dos outros compositores, que se ressentiam por um estrangeiro – ele veio da Itália – ter mais prestígio. Ainda assim, o rei sempre relevava suas mancadas. A verdade é que os dois tinham um ego enorme e combinavam.

Os franceses desprezavam a ópera por ser um gênero italiano, e porque o idioma francês não parecia combinar com composições desse tipo. O que teria motivado Lully a compor óperas?

O filme é legal, tem cenas lindas de comédie-ballet e música. O enredo às vezes é meio confuso, as coisas acontecem rápido em alguns momentos. Mas recomendo para quem quiser ver um filme sobre como era a França no período barroco. E Lully era um cara bastante interessante!

Trailer do filme


http://youtu.be/4o-RYmQrftI

Detalhes do filme no IMDB
Detalhes do filme no Filmow


olhar 43

Posts relacionados:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *