Filme: Madam Butterfly 3D

Olá! Por acaso descobri na semana passada que outra ópera gravada em 3D estava em exibição no Cinemark. Corri pra assistir, claro. E dessa vez consegui até uma companhia, a Miriam!

Inclusive nós fomos comprar o ingresso e aconteceu o seguinte diálogo:
– Duas meias pra Madam Butterfly.
– É ópera.
– ……. tá, eu sei.
– … ಠ_ಠ

Sério, a moça da bilheteria ainda ficou encarando a gente com uma cara de “meninas estranhas”. Affe, que aviso mais besta. Será que ela achou que nós somos muito novas pra querermos ver ópera? Será que achou que temos cara de menininhas que só assistem Crepúsculo???

Enfim.

Madama Butterfly (no original. Madam em inglês. Madame em português. Tanto faz.) conta a história de uma gueixa, Butterfly (em seu nome original Cio Cio como tá escrito nos créditos, ou ainda Cho Cho pra ter a escrita japonesa correta de borboleta – tá bom, parei com as traduções). Ela tem o casamento arranjado com Pinkerton, um oficial da marinha americana que, de passagem pelo Japão, resolve casar-se com uma japonesa só por brincadeira. Entretanto, Butterfly apaixona-se perdidamente por ele, sem resistir ao seu charme e às suas palavras doces.

Pinkerton vai embora, prometendo voltar em breve, e Butterfly fica sozinha na casa junto com sua atenciosa criada, Suzuki. Todos insistem para que ela aceite que foi abandonada e que seu marido não voltará, mas ela permanece fiel a ele, acreditando em sua palavra até o fim.

É uma ópera 100% cantada (não tem diálogos falados como Carmen), e as músicas são lindas e cheias de emoção, seja a felicidade ou a angústia da jovem Butterfly. A história é muito previsível, eu não sabia o final mas consegui ter uma boa ideia de como seria. Nas nem por isso é menos interessante.

Quanto à adaptação para cinema, novamente o filme foi gravado na Royal Opera House. Dessa vez as legendas estavam muito melhores do que em Carmen. Adorei especialmente os figurinos. Foi bem gravado e os cantores todos têm vozes lindas. Só não posso opinar sobre os efeitos 3D, porque não consigo enxergar. Ainda acho desnecessário, preferia que não fosse em 3D e os ingressos fossem mais baratos…

Preciso ficar mais de olho no Cinemark pra ver quando vai passar óperas lá. Gostaria de levar mais gente pra ver comigo, pra quebrar esse preconceito de que jovens não gostam de óperas.

Dados do filme no IMDB
Dados do filme no Filmow (poxa, só 5 pessoas assistiram)

Trailer:

http://youtu.be/DkSHocJQxp8

Posts relacionados:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *