A prova de aptidão em música da Unesp

Olá, olá! A Unesp não disponibiliza as provas antigas online, como fazem a Unicamp e a Usp, por exemplo. Então resolvi fazer um post contando como foi a prova do vestibular 2012, pra ajudar meus futuros aspirantes a bixos (porque eu realmente espero ter passado), que procurarão desesperadamente provas antigas no google.

Vou falar só sobre as provas teóricas. São duas no mesmo dia: uma de percepção musical (auditiva) e outra teórica. Cada prova tem duração de 1 hora, com um intervalo de 20 minutos entre elas.

Percepção Musical

A prova é impossível. Ponto final.

Pra ter uma ideia, vou comparar os ditados melódico-rítmicos com os da Usp.

Usp: ♩♩♫♩♩♫♩♩, andamento 80, repetido umas 10 vezes
Unesp: ♩♬♬♫♫♬♪♬♪♬♬♩, andamento 120, repetido 3 vezes

Sério, o ritmo não é trivial (eu só representei com o que tem disponível em caracter ascii, né, tinha outros padrões como semicolcheia-semicolcheia-colcheia), o andamento é muito rápido e as repetições não são suficientes!

Primeira repetição: “do, mi, la… ?????? QUE ISSO?! O_O”
Segunda repetição: “Ok, vamos lá… do, mi, la, sol, la… Vai mais devagar, por favor!!!! >__<" Terceira repetição: “………… orz” Você olha pra todos aqueles compassos em branco, não sabe o que fazer e entra em depressão.

O único ditado que teve mais repetições foi o ditado melódico (e ritmico, claro) a duas vozes. Ele teve cinco repetições! Oooh, que diferença! ¬¬

Todas as pessoas com quem conversei acharam os ditados dessa prova muito difíceis. Enfim, foram dez questões. Eu esqueci uma delas, só lembro nove…

  • Ditado apenas rítmico
  • Ditado melódico e rítmico
  • Ditado melódico e rítmico
  • Ditado melódico e rítmico a duas vozes
  • Intervalos melódicos
  • Intervalos harmônicos
  • Cadências
  • Ouvir dois treços de peças e identificar os instrumentos
  • Ouvir um trecho de uma peça e identificar o compositor dentre quatro opções, e indicar o período dele

Teoria Musical

Achei bem simples, se comparar com as outras universidades. O único inimigo aqui é o tempo. Uma hora é pouco para dez questões! Eu mal comecei a prova e já tinha passado meia hora. Aí eu vi que não ia dar tempo de ser perfeccionista e conferir várias vezes cada exercício. Mas consegui fazer tudo. Algumas pessoas não conseguiram porque faltou tempo.

Vamos às questões, com explicação detalhada porque eu sou muito legal:

  • Montar armadura de claves: Exercício bem trivial. Escalas maiores e menores, só montar a armadura. Até minha aluna consegue fazer isso, e eu dou aula pra ela há seis meses! (oi, Miriam ღ) A única pegadinha aqui poderiam ser as claves de Do, mas é uma coisa que qualquer músico tem que saber pelo menos na teoria.
  • Classificar intervalos: Simples de novo! Dois graus, você deveria classificar o intervalo e a inversão. Sabe, considerar o segundo intervalo como se fosse o primeiro? Assim uma segunda maior vira sétima menor.
  • Montar acordes: Tríades, nada muito complexo.
  • Modos gregos: A partir da armadura de clave e da nota finale, identificar qual o modo grego correspondente.
  • Cifrar acordes: Tétrades. Apenas cifrar de acordo com a nomenclatura pedida na prova.
  • Análise harmônica: Um trecho bem curtinho para fazer análise funcional de acordo com a nomenclatura pedida.
  • Colocar barra de compasso: Tinha uma pequena melodia, o enunciado falava a fórmula dos dois primeiros compassos. Você tinha que colocar as barras e indicar a fórmula do terceiro compasso. Não era difícil, só complexo. Tinha que fazer alguns cálculos, tomar cuidado pra não errar de bobeira… Acho que a Miriam conseguiria fazer esse também!
  • Marcar erros rítmicos: Outro exercício de compasso. Tinha uma melodia num determinado compasso, e você precisava ver se tinha algum erro rítmico. Por exemplo, se tinha nota a mais ou a menos em algum compasso. Caso tivesse, você deveria reescrever o compasso e justificar. Olha… eu acho que na minha prova esse exercício foi uma pegadinha! Eu examinei três vezes e tenho plena convicção de que não tinha erro nenhum.
  • Formas musicais: Falar as características de três formas musicais: fuga, tema e variação, sonata.
  • História da música: Escolher um período e falar sobre as características estilísticas dele. As opções dadas eram barroco, romantismo e contemporâneo. Óbvio que eu escolhi o barroco, né? =p

Bom, é isso aí… Espero que este post futuramente consiga ajudar alguém, e espero que eu passe! Vou morrer de agonia até sair o resultado, dia 27 de janeiro, e enquanto morro ainda tenho mais 10 provas pra fazer. 5 da Usp e 5 da Unicamp. Argh.

Vestibulando: Só tenha em mente que a prova pode mudar drasticamente de um ano pro outro, então não é garantia que seja igual a minha. Uma moça que já tinha prestado Unesp disse que a prova teórica era com alternativas, mas não, foi totalmente dissertativa.

Um pouquinho sobre a prova prática neste post.

Atualização: A Tsuki prestou a prova em 2012 e comentou aqui como foi a prova, com relação à prova do ano anterior (que eu fiz)! Isso pode ajudar também, então estou linkando direto pro comentário. Clique aqui para ler.

Até a próxima!


42 Responses to A prova de aptidão em música da Unesp

  1. Nossa, ditado melódico-rítmico com andamento 120 com apenas 3 repetições? meu deus, deve ter sido difícil mesmo :x Bom que compensou com a parte de teoria musical que pareceu ser beeem mais simples. De qualquer forma, muito obrigada por estar fazendo esse post e os outros de vestibular, estão me ajudando bastante pra ter uma idéia de como é.
    Obrigada, e boa sorte novamente.

    • Nossa, foi muito difícil! O ruim é que não tem nem como chutar, né? Mesmo que você pegue a altura, também tem o ritmo… são muitas variáveis!

      Imagina, é um prazer ajudar! :) Como vestibulanda, sei como é… a gente tenta se informar de todas as formas pra saber o que nos aguarda! Fique de olho, é só eu sobreviver às 10 provas neste mês que farei os posts sobre as outras provas de aptidão. E obrigada!

  2. Olá, Patricia. Eu vou prestar a prova de regência este ano e queria saber algumas coisas mais sobre a prova da UNESP, caso você lembrasse e pudesse me responder.

    Cadências – Eles pediam para identificar quais grais formamavam a cadência?
    Ouvir dois trechos de peças e identificar os instrumentos – Qual era a complexidade instrumental desses trechos? O quão longos eles eram?
    Ouvir um trecho de uma peça e identificar o compositor dentre quatro opções, e indicar o período dele – As opções dos compositores era dentre contemporâneos ou muito longínquos entre si?

    E, quanto a toda a parte de percepção, havia um tempo determinado entre uma repetição e outra ou você que pedia para repitir quando quisesse? Ouvi a partir de caixas de som? Você fez em uma sala sozinha ou havia outras pessoas fazendo percepção na mesma sala?

    Eu agradeço previamente à sua atenção e espero sua resposta.

    • Oi, Otávio! Desculpe, já faz tanto tempo que não consigo lembrar desses detalhes específicos… Se servir de parâmetro de comparação, achei a prova teórica escrita da Unesp mais fácil que a da Usp e mais difícil que a da Unicamp.

      A complexidade instrumental dos trechos não era muito fácil nem muito difícil, dava pra fazer. Os trechos deviam ter uns 3~5 minutos, acredito eu. Não posso afirmar com certeza, mas se não me engano os compositores nas opções não tinham uma diferença gritante de período – algo grande como Lully e Debussy, por exemplo.

      A prova de percepção é igual em todas as universidades: "todos" fazem a prova juntos (dividindo em salas pelo quantidade de gente, né) e há um tempo fixo entre cada repetição. Normalmente eles fazem a gravação já com todas as repetições e silêncio entre elas, assim o fiscal apenas dá play. A quantidade de repetições é informada no começo da prova, junto com outras instruções a respeito.

      Boa sorte!

  3. Patricia,
    Gostaria de saber quais são as formas musicais mais comuns que podem cair no vestibular (já passei na 1ª fase da unesp para licenciatura) pois são tantas e estou meio perdida em quais devo focar mais… E gostaria de saber também quais períodos da música são mais propensos a cair na prova de habilidades específicas (estou focando mais na da unesp)
    Obrigada :D

    • Laís, não consigo te responder porque não dá pra prever o que tem mais chance de cair…
      Acredito que as provas são balanceadas, talvez a questão de história esteja fácil quando tiver uma de estruturação mais difícil, talvez aconteça o oposto, talvez ambas estejam medianas…
      Tente focar em um pouco de tudo. Não precisa se aprofundar demais, mas é bom saber pelo menos o básico.
      Boa sorte :)

  4. Patricia, tu se lembra como foi a 2º fase da Unesp nas questões dissertativas, que matérias eles escolhem, porque fiquei sabendo que a prova dissertativa é focada no curso que tu pretende fazer, se estiver errado desculpa o encomodo.
    Valeu…

    • Vinicius, você não está confundindo com a prova da usp? A da usp tem três dias de provas e no terceiro dia a prova depende do curso que você escolheu. A unesp não. Tem um dia pra português, inglês e redação e outro dia pro resto.

  5. Patricia,
    Vou fazer a prova de aptidão da unesp neste domingo, e gostaria de saber como funciona o cálculo da nota final para se passar no curso, pois a prova de música não é eliminatória, certo? Ou seja, se eu fui muito bem na 1ª fase e na 2ª fase elas compõem a minha nota final? Existe uma nota minima que eu tenho que tirar na prova de música? (eu sei que eu não posso zerar nela).
    Obrigada.

    • Luiz, consulte o manual. Desculpe, não quero parecer grossa, mas é que ultimamente tenho recebido tantas questões técnicas sobre a prova que estão explicadas nos manuais… Tenho o maior prazer de responder dúvidas específicas sobre a prova de música, mas não lembro mais esses detalhes técnicos e não vou procurar o manual pra ver, entende?
      De qualquer forma, boa sorte!

  6. Acho que eles não divuldam a prova pq é muito parecido de um ano pra outro. Cairam praticamente as mesmas coisas e só algumas alterações.
    Agora são 4 repetições pros ditados a 1 voz e 5 pro ditado a 2 vozes.
    Deram uma dificultada nos intervalos tanto melódicos quanto harmônicos, pois tocam 2 intervalos seguidos de uma vez (4 repetições). Aí vc não consegue pensar nem em um nem no outro…o harmônico foi o mais complicado, o melódico nem tanto, foi mais tranquilo.
    Provavelmente o exercício que você não lembrou foi um que eles tocam um acorde fundamental duas vezes (I grau) e depois uma sequência de outros acordes, então temos que dizer quais são os acordes e o grau em algarismo romano.
    Na parte teórica também teve poucas mudanças. No exercício de modos deram um trechinho de uma música e tinha que descobrir qual o modo. Tinha dois desse.
    Tiraram o exercício de achar os erros e puseram um pra circular e indicar síncope, contraponto e um outro =P num trechinho rítmico. O resto foi igual ao ano passado. =)

    • Tsuki, que legal seu comentário! Primeiro porque mata minha curiosidade sobre a prova, e segundo porque ele certamente será útil pra quem for prestar o vestibular no ano que vem. Vou até editar o post e linkar pra cá!

      Realmente mudou pouca coisa, mas tenho a impressão de que dificultaram mais… nossa, que estranho.

      Enfim, espero que você passe! :) Está prestando outros vestibulares também?

      • Que bom! Espero que ajude =)
        É, algumas coisas eu senti mais difíceis que o ano passado, mas outras eu senti um pouco mais fáceis (ou era eu que estava mais preparada que no ano passado kkk =P)

        Bom, já havia comentado que passei no da USP – ECA, agora só falta a segunda fase da Fuvest. Também cheguei a fazer a 1ª fase da Unicamp, mas o resultado só sai mais pro fim de dezembro.
        Abraços o/

          • Ahh tomara, né!! Obrigada! XD

            Então, no ano passado eu fiz só a Unesp pra ver como era a prova de teoria e percepção. Nem fui no dia da prática. Esse ano sim estou fazendo pra valer. =)

  7. Olá, Patricia!!!!
    Estou passando para dizer que consegui passar na Unesp! Estou tão feliz! Esse ano foi o primeiro que prestei vestibular (Terminei o terceiro em 2012) e nem acredito que fui aprovada de primeira! Estudo música há apenas 5 anos e sempre achei que não fosse o bastante! O.o
    Toco Piano também, mas prestei para Canto Erudito pois tenho mais facilidade! *_*
    Seu blog me ajudou demais!!!! Principalmente nas provas teóricas, pois não achei na internet! ¬¬'
    Valeuu mesmo!!!!! HAHA'
    Beijão! O//

  8. Ola Patricia,
    Tenho 16 anos e não me vejo cursando outro curso que não seja musica.

    Mas gostaria de saber se vc estudou algum livro de teoria musical e quais vc indicaria(essa é a parte que mais temo).

    • Oi, Vítor! Estudei vários livros, mas nenhum específico de teoria, porque aprendi o que precisava na minha escola de música.
      Estudei alguns relacionados, como o Formas Musicais do Roy Bennet, e de harmonia do Koellreutter e do Almir Chediak.

  9. Olá! Meu nome é Ingrid e eu prestarei música (composição) na Unesp neste ano e eu estou surtando porque o único instrumento que eu sei ler partitura é bateria, e na Unesp só entram os instrumentos eruditos… E eu gostaria de saber se você tem alguma dica pra mim, se você sabe de alguma escola ou até mesmo livros que possam me "ensinar" os assuntos necessários para as provas específicas. Muito obrigada pela atenção e o blog é muito bom e prestativo!

    • Oi, Ingrid! Vou te responder com base em duas suposições sobre você que não sei se estão certas, então se não for isso, me corrija.
      1- Você não sabe ler partitura com alturas, é isso?
      2- Você toca música popular, certo?
      O problema nem é tocar bateria, a Unesp não pede pra tocar instrumento na prova de composição. Mas o curso é 100% erudito. Então, sinceramente, acho que o curso de composição erudita não é indicado pra você, porque é preciso ter um grande conhecimento sobre a composição erudita e você vai aprender a compor nesse estilo, não sei se é o que você quer.
      Além disso, você precisa muito aprender a ler partitura porque tudo de teoria musical que você vai aprender na universidade e o que você precisa estudar para o vestibular estão nessa forma de notação musical.
      Você pode ler os livros que estão recomendados na biografia da própria unesp, mas recomendo fazer aula em alguma escola ou com professor particular. E considerar fazer um curso de música popular, porque talvez seja mais a sua área. Em sp a única universidade que oferece esse curso é a Unicamp.
      Abraços!

      • Eu não preciso tocar nenhum instrumento mesmo?? E eu realmente faço musicas e tal, mas eu gostaria de compor musicas pra trilhas sonoras! E nessas ultimas semanas eu comecei a focar a ler partitura de piano, que seria a mais importante de todos os instrumentos, e tambem sobre intervalos etc. Voce acha que eu consigo ate o final do ano passar?

  10. Tenho uma dúvida muito besta, mas no caso de Licenciatura, a prova é apenas a de teoria/ percepção e depois prática (Específicamente Musical) ou antes, é preciso fazer e ser aprovado no vestibular comum??? Desculpe pela pergunta e obrigado desde já rsrs!

  11. Oi Carol, você teria algumas informações de como é a prova especifica para canto? Muito difícil encontrar como é feito o processo… obrigada!!

  12. Olà Patricia, antes de tudo obrigada para criar esse blog para ajudar! Fiz uma prova de percepçao super dificil que passei para professores da Santa Marcellina (tipo Unesp do que li) mas venho ao ponto: o curso do qual estamos falando è composiçao o ou curso? Eu queria tentar pra USP ou UNESP (me disseram que a UNESP è um pouco mais descontraida) …

  13. Oi meu nome é Lucas tenho 17 anos gostaria de saber se na prova pratica da unesp eu preciso levar o meu proprio violoncelo ou eles tem para me emprestar? Pois nao moro em SP e fica complicado para levar o meu.

    Tambem gostaria de saber se eu preciso tocar bem o violoncelo para conseguir entrar no curso? Eu só sei tocar algumas coisas basicas pois comecei a tocar a pouco tempo mas tenho certeza que violoncelo é minha maior paixao.

    E voce poderia me dar uma dica de qual musica eu poderia tocar q seja facil

    Pois como ja disse sei tocar pouco

    • Oi, Lucas. Não tenho 100% de certeza, mas acredito que você precisa levar seu próprio violoncelo. A Unicamp empresta os seguintes instrumentos: piano, bateria, percussão e contrabaixo acústico, então creio que a Unesp tenha uma política semelhante. Se você olhar no edital deve estar escrito lá.

      O perfil de um candidato aprovado em bacharel erudito é de quem fez conservatório e estudou o instrumento durante anos (perto de uma década). Isso não quer dizer que você seja aprovado apenas se fez conservatório e estudou durante muitos anos, mas não tem como passar tocando só coisas básicas, seria o mesmo que tentar passar na prova para o curso de Matemática sabendo apenas somar e subtrair.

      Não sei te recomendar peças de violoncelo, desculpe.

      • Muito obrigado vou ir mesmo assim fazer a prova de habilidades,pois se eu nao passar agora já tenho experiencia e noçao do que é pedido sendo assim posso me preparar melhor neste 6 meses ate o proximo vestibular da unesp.

        Ah e me desculpe pelo o incomodo.

  14. Oi Patricia! Tudo bom?

    Meu nome é Ana Julia, fiz a prova teórica e de percepção no domingo passado (11) e eu confirmo tudo o que você disse. Impossível! Teve 4 repetições em todas as questões e tudo muito rápido, não dava tempo nem pra respirar. Sai chorando. Eu fiz a prova da UEL, de musica que eu acredito ser bem mais fácil e no total (teoria e percepção + pratica) minha média foi 6,4, o que não é ruim. Mas fiquei muito assustada com a prova da unesp.

    Foi um pouco diferente da sua, e eu achei um absurdo, sinceramente. Eles pedem um conhecimento avançado demais para uma pessoa que acabou de sair do colegial e teve que estudar externamente para a prova de musica. Os conhecimentos que eles pedem deviam ser ensinados na faculdade… Na minha opinião. Acredito que as pessoas tem que ter uma noção de musica, claro, mas não tem que ser um gênio super dotado com ouvido absoluto… Parece que é isso que eles querem!

    Amanhã vou fazer a prova prática da UNESP e de acordo com o manual do candidato, tem sim leitura a primeira vista! Depois eu conto mais, se tiver interesse em saber como foi.

    Abraço! Obrigada pelo seu blog, achei muito útil!!

    Ana Julia

  15. Olá. Seu blog tem me ajudado muito! :)

    Prentendo prestar vestibular de música mas tenho dúvida se presto USP ou UNESP. Uma é melhor que a outra? Obrigada!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *