Dia das mães: homenagem às senhoras Bach

Olá! Tá meio tarde, mas ainda dá tempo de fazer um post de dia das mães, né?

Parabéns a todas as mães!! ✿❀ Especialmente as musicistas e também as mães de musicistas, que têm que aturar seus filhos praticando várias horas todos os dias…

Neste post, vou falar rapidamente sobre as esposas de Johann Sebastian Bach. Mas entre tantas mulheres, por que elas, vocês se perguntam? Já, já eu respondo…


Retrato da família Bach; infelizmente não achei uma legenda de quem é quem. Só sei que no teclado está o Bach

A primeira esposa foi Maria Barbara Bach, que teve sete filhos. A segunda, mais conhecida, foi Anna Magdalena Bach, que teve treze filhos. Sim, é por isso que eu escolhi essas duas. Olha a quantidade de vezes que elas deram à luz!!! Bach teve vinte filhos! VIIIIIIIINTEEE!!!!

Naquela época, a mortalidade infantil era grande, por isso muitas das crianças não chegaram à idade adulta. Do primeiro casamento, sobreviveram quatro filhos, entre eles o mais famoso: o compositor Carl Philipp Emanuel Bach, que escreveu o Ensaio sobre a maneira correta de tocar teclado. Do segundo casamento, sobreviveram seis filhos. (exatamente metade, olha só)

Dos vinte filhos, cinco meninos se chamavam Johann e duas meninas eram Johannas. Que criatividade, hein, Bach?!

Sua segunda esposa é conhecida pelo livro que leva seu nome: Notebook for Anna Magdalena Bach, ou O Pequeno Livro de Anna Magdalena Bach. Ele consiste de uma coletânea de peças que Bach juntou e entregou à esposa – que era uma cantora soprano, aliás – para que ela cuidasse da educação musical da filharada.

Imaginem só o trabalho que as duas tiveram pra cuidar desse bando de crianças. Elas merecem muito este post!

Mas, sério, eu não canso de zoar a quantidade de filhos do Bach. Parece que tudo que ele fazia na vida era escrever música, tocar e fazer filhos! Outro dia eu estava conversando com o kabouterdans sobre compositores pegadores, tipo o Beethoven e o Liszt. Nós achamos que se Bach não fosse tão religioso, e portanto casado e fiel, teria sido mais pegador que os dois juntos!

Bom, fica aqui a minha homenagem! =]

Posts relacionados:


4 Responses to Dia das mães: homenagem às senhoras Bach

  1. O.O' Este foi melhor que o Leonardo. Em vez de dar vinte, fez vinte filhos. Bach gostava da coisa… Foi legal conhecer um pouco da vida deste musico conhecido.

    Um abraço, Patty.

  2. Olá Patrícia, adorei o blog!!
    Iniciei as aulas de piano e me encantei com a sinfonia da noite do game Castlevania, gostaria de saber se vc tem a partitura disponível, e se poderia me dar algumas dicas sobre. Obrigada desde já.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *