Anime e mangá: Full Moon wo Sagashite

Olá! Full Moon wo Sagashite (Procure a Lua Cheia) é sem dúvida meu anime/mangá preferido e, como ele tem uma temática musical, resolvi fazer um post aqui. Vou falar primeiro sobre o anime e depois sobre o mangá.

O anime

O que será melhor? Ter uma vida simples e viver juntando pequenas felicidades ou dar tudo de si por um instante que seja e morrer alcançando uma grande felicidade? Qual é a melhor opção…? – avó da Mitsuki

Mitsuki é uma garota de 12 anos que tem o sonho de se tornar cantora. Além de amar a música, ela fez uma promessa para Eichi, seu amado, quando foram separados no orfanato: eles se reencontrariam quando tivessem realizado seus sonhos – o sonho dele é ser um astrônomo. Por isso, ela precisa cantar para que ele a encontre.

Entretanto, ela tem câncer na garganta, e vai morrer se não fizer cirurgia. Mas ela não deseja fazer isso porque os riscos de danificar suas cordas vocais são muito grandes. Ela pode perder sua voz para sempre, e não deseja viver sem cantar e sem reencontrar o Eichi… Para complicar ainda mais, sua avó odeia música e não deixa que ela participe de audições.


Mitsuki e Eichi

A vida de Mitsuki muda quando ela encontra os shinigamis Takuto e Meroko. Shinigamis neste anime são criaturas que aparecem na hora de sua morte para levar sua alma embora. Takuto e Meroko são da ala pediátrica, por isso têm orelhinhas e se transformam em bichinhos. Enfim, eles contam a Mitsuki que ela tem apenas mais um ano de vida. Esse é o empurrão que faltava para ela fugir de casa e ir à luta pelo seu sonho. Os shinigamis decidem ajuda-la; Takuto faz com que ela se transforme em uma menina de 16 anos, sem nenhum problema na garganta, para que possa cantar ao máximo. É assim que Mitsuki se torna a cantora Full Moon.

Mas FMwS não se resume aos esforços de Mitsuki para se tornar cantora. Não podia faltar uma boa dose de comance. Como Takuto e Meroko não deveriam ajudar Mitsuki, o chefe do departamento resolve enviar outra dupla de shinigamis: Izumi e Jonathan. Izumi é a antiga paixão de Meroko e está disposto a reconquista-la. A coelhinha por sua vez está apaixonada por seu parceiro atual, Takuto. Mas Takuto parece estar se envolvendo por Mitsuki, que só quer saber de reencontrar seu amado Eichi…


Full Moon

A trilha sonora do anime é uma das minhas preferidas. As aberturas são interpretadas pelo grupo , que até faz uma participação especial no anime. Os encerramentos são as músicas que a Full Moon canta, interpretadas na vida real pelo grupo Changin’ my Life. Também aparecem outros cantores, como a rival da Full Moon, Madoka, e o grupo de rock do pai da Mitsuki, Route L.

O mangá

Será que é errado possuir algo mais importante do que a própria vida? É algo tão condenável assim? – Takuto

No começo, o mangá segue a mesma história do anime, obviamente, mas depois fica bem diferente. O anime é mais bobinho, cheio de fillers (episódios que não acrescentam nada à trama). Já o mangá tem uma abordagem mais profunda sobre o suicídio, por exemplo. Nele descobrimos as verdadeiras histórias do passado de cada um dos shinigamis, o quê eles realmente são e por que a Mitsuki conseguiu enxerga-los.

Eu recomendo assistir ao anime primeiro e ler o mangá depois. Primeiro porque, pela temática musical, o anime tem a vantagem de você poder ouvir a Full Moon cantando. Além disso, tem um acontecimento-chave na história que é retratado de modo completamente diferente no anime e no mangá, e acho que no anime é mais emocionante e surpreendente. Claro que não vou falar o que é, mas pra quem já viu, fica a dica: Eternal Snow. (a propósito, clique aqui se quiser me ouvir tocar essa música no piano)


As correntes que nos uniam… se afundaram no mar… e já não hão de voltar.

Os finais também são totalmente diferentes. Eu gosto de ambos, os dois me fazem chorar rios sempre que vejo, mas gosto um pouquinho mais do final do mangá.

O mangá foi publicado aqui no Brasil pela editora JBC. A tradução está boa, diferente de mangás como Fairy Tail e suas zebras, então eu recomendo muitíssimo a compra. A autora é a Arina Tanemura; o traço dela segue bem o estilo shojo (mangá feminino) e eu particularmente acho muito lindo. Atualmente, outro mangá dela está sendo publicado aqui pela Panini, o Shinshi Doumei Cross.


Izumi. Como ele é meu personagem preferido, tem direito a aparecer numa cena épica

Finalizo o post com dois vídeos. O primeiro é da segunda abertura do anime (gosto mais dela que da primeira), e o segundo é da música que a Full Moon canta em sua audição, New Future. A letra dessa música é inspiradora!


http://www.youtube.com/watch?v=4YFkam4bA8o


http://www.youtube.com/watch?v=RiMPnveYXfs

Espero que gostem. Let’s sing a song!

Detalhes do anime no myanimelist
Detalhes do mangá no myanimelist

Posts relacionados:


2 Responses to Anime e mangá: Full Moon wo Sagashite

  1. Droga! Agora vou ter que assistir mesmo isso! :-D

    Falou sobre temática musical e isso é realmente interessante em animes. Foi o que me atraiu, por exemplo, a Cowboy Bebop (e me fez aprender a gostar de jazz). Claro que é diferente já que a música não é o foco dos personagens, mas ela é muito intricada à trama: Cowboy Bebop não faria o menor sentido sem as canções. E é meu anime preferido hoje por conta disso; tem um dos finais mais espetaculares que já vi (embora eu me emocione muito mais alguns episódios antes com uma despedida lá).

    Lembrei de outro também. Kimagure Orange Road é bom e tem a ver com música (uma das personagens é saxofonista). É um daqueles animes de comédia romântica que me surpreenderam, principalmente nos filmes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *