Anime e mangá: Sakamichi no Apollon

Olá! O post de hoje é meu review sobre Sakamichi no Apollon. Já tinha feito um post sobre ele quando o anime tinha começado a ser exibido, mas queria fazer o review junto com o mangá, assim como Full Moon wo Sagashite, e demorei pra ler.

A história

Sakamichi no Apollon (Crianças na ladeira) conta a história de três jovens estudantes: Kaoru, o pianista; Sentarou, o baterista; Ritsuko, representante de classe. Kaoru é novo na cidade e Ritsuko, depois de mostrar a escola pra ele, leva-o até a loja de discos de seu pai. No porão, Sentarou está tocando bateria. Ele é um bad boy que só se interessa por jazz, enquanto Kaoru é um pianista erudito. Mesmo assim, naquele dia eles são unidos pela música e começam uma dupla.

Aos poucos, conforme os personagens se aproximam um dos outros, vamos descobrindo juntos suas dores e alegrias. Nos envolvemos pela amizade de Kaoru e Sentarou, e pelos sentimentos que o pianista começa a nutrir pela Ri-chan. Outros personagens interessantes aparecem. O trompetista Junichi, que junto com o pai de Ri-chan, contrabaixista, toca jazz com eles. Yurika, que apesar de ser rica e protegida pelos pais, luta por aquilo que deseja. Matsuoka, que despreza o jazz e acha que o objetivo de ter uma banda é conquistar garotas. Maruo, o colega de sala que é muito gentil e toca na banda do Matsuoka. Os irmãos de Sentarou, criancinhas muito fofas.

A música várias vezes fica em segundo plano, atrás dos sentimentos dos personagens. Mas o anime não desaponta no quesito musical, a trilha sonora é belíssima e as cenas são muito legais.


http://youtu.be/neXCDB585n0

Mangá x Anime

O mangá é, como na maioria das vezes, mais completo do que o anime. Em geral, o anime é bem fiel quanto à história, no começo era praticamente idêntico. Mas o anime sofreu de um problema grave: a falta de tempo. 12 episódios não foram suficientes para contar toda a história do mangá, e a parte que mais sofreu cortes foram os capítulos finais. É por isso que muita gente odiou e criticou o final do anime. Vou fazer minhas considerações sobre isso a seguir, e isso vai ser levemente spoiler. Então, se você não leu/assistiu e não quer spoiler, recomendo que pare de ler aqui.

A Clara, revoltada com o final do anime, me passou este review. É uma crítica excelente, só discordo da afirmação de que as alterações no anime foram machistas (?!).

Tinha muita pouca coisa pra colocar em um episódio final. O ideal era que tivesse no mínimo mais um episódio pra não ficar tão vapt-vupt. De repente passaram-se oito anos. Parte desse tempo é mostrada com detalhes no mangá e foi completamente cortada do anime. No anime, o “futuro” (a parte depois que Kaoru vai pra faculdade) ganhou apenas metade de um episódio, é pouquíssimo tempo! O reencontro com Sentarou aconteceu graças ao puro acaso, numa das cenas mais ridículas que já vi. A Yurika estava aleatoriamente no hospital, encontrou o Kaoru e “Kaooooru, como vai? Poxa, você nunca mais viu o Sentarou? Que pena! Ah, mas olha esta foto que eu convenientemente carrego na minha bolsa pra todo lado!! Não parece ele?!”. No mangá pelo menos ela estava procurando pelo Kaoru pra mostrar a foto.

A Ri-chan ficou apenas com uma aparição de poucos segundos,no final. O relacionamento dela com o Kaoru foi totalmente sacrificado, mas como iam arrumar tempo pra troca de cartas em meio episódio? O maior foco do anime era na amizade entre os dois, e optaram por continuar assim. Eu acho que o anime devia ter cortado um pouco o lenga-lenga do começo e deixado tempo pra fazer um final mais digno e menos corrido. :|

Não tiro a razão de quem achou o final decepcionante, ele realmente não ficou à altura do anime. Mesmo assim, a cena do reencontro consegue ser bonitinha e o resto do anime compensa. Minha recomendação, como normalmente faço, é ver o anime primeiro e depois ler o mangá pra complementar. Pelo menos os capítulos finais, que diferem bastante.

Até a próxima!

Posts relacionados:


3 Responses to Anime e mangá: Sakamichi no Apollon

  1. Eu gostei do final. Particularmente da história do Sentarou, meu personagem favorito da série. A cena em que se descobre que quem se acidentou foi a irmã dele foi um choque e tanto pra mim. A impressão que tive (sem acompanhar o mangá ou sequer me importar com a existência dele) é que Sakamichi é uma série sobre uma amizade forte entre três pessoas que infelizmente tiveram que se afastar por motivos diversos. Então quando eles estão longe não há muito a se dizer. O que realmente marcou a vida deles e os definiu como pessoas foi aquele período juntos. A mesma coisa que acontece quando amigos mudam de escola ou algo assim. Acho que todos temos histórias intensas mas de curta duração. Mas eu gosto de finais diferentes, e não reclamo de coisas em aberto – na verdade acho até melhor que ter tudo explicado e feliz para sempre, que me parece muito irreal. Pra você ter uma idéia eu gostei até do final do anime de Berserk. Sei que sou exceção ^^

    O medley da Sakamichi é absurdamente lindo. Já revi umas trocentas vezes no youtube ^^

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *