Piano no Mori: The perfect world of Kai

Olá! Hoje vou deixar aqui uma sugestão de mangá pra vocês. Ele é simplesmente envolvente e viciante!

Gênero: drama
Não recomendável para crianças.

A história

Piano no Mori (literalmente, Floresta do Piano) começa com Shuhei Amamiya, um garoto que se muda com a família para uma pequena cidade, por causa dos problemas de saúde de sua avó. Shuhei é filho de um famoso pianista, e por isso tem como objetivo – imposto pelos pais – ser pianista profissional também.

Em sua nova escola, ele sofre bullying. O garoto durão da sala diz que ele deve provar sua masculinidade tocando o piano abandonado na floresta – um piano que dizem ser amaldiçoado e que não produz nenhum som. Kai Ichinose acaba por defendê-lo, e diz que o piano na floresta pertence a ele e que é possível tocá-lo.

Shuhei e Kai vão juntos até o piano. Shuhei de fato não consegue produzir som algum com o piano mal cuidado. Kai, entretanto, é capaz de tocar maravilhosamente, apesar de nunca ter estudado. Ao contrário de Shuhei, ele toca apenas por diversão.

Kai é um garoto pobre, filho de uma prostituta mãe solteira. Ele mora no lugar mais barra pesada da cidade e ajuda na limpeza do prostíbulo. Por causa disso tudo, ele é hostilizado pelos outros alunos e até mesmo pelos adultos.

Apesar disso, ele tem um talento natural para a música e consegue tocar um piano que ninguém mais consegue. Também é capaz de memorizar uma música e tocá-la com perfeição após ouvir uma ou duas vezes. Com exceção de uma música… Minuet Waltz. Chopin.

Sosuke Ajino, o professor de música misterioso da escola, começa a demonstrar grande interesse por Kai ao descobrir o talento do garoto.

Mesmo com Ajino e Shuhei o incentivando para estudar, Kai insiste que para ele o piano é apenas um brinquedo. Será que Ajino conseguirá mudar essa opinião? E Shuhei, que descobriu em Kai um talento e um entusiasmo pela música que ele mesmo não possui? Será que a amizade vai se transformar em rivalidade?

Mais sobre o mangá

Piano no Mori começou a ser publicado em 1998 e ainda está em andamento (!!). Recebeu em 2008 o prêmio de melhor mangá no Japan Media Arts Festival. Existe uma animação produzida em 2007.

Site oficial do mangá, em japonês

Comentário final:

A história é ótima e o traço é bem legal. Tem alguns momentos meio tensos, mas nada muito chocante. Super recomendo!

Até a próxima! o/


Mozarts!!

Posts relacionados:


7 Responses to Piano no Mori: The perfect world of Kai

  1. @Ragged:É sim! =D@Paul:Ele fala de algo simples, mas ao mesmo tempo complicado, uma vez que começa a envolver a personalidade dos personagens. Mas é bem divertido!

  2. @Ang:Eu também não gosto muito do Shuhei! Tem uma parte da história em que ele fica um pé no saco. =_= Nos últimos capítulos que saíram, ele parece estar melhorzinho. Vamos ver.

  3. Pingback: A infância dos grandes compositores | Nocturne in the Moonlight

  4. Pingback: Efeito Mozart: música e inteligência | Nocturne in the Moonlight

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *