Conhecendo mais o piano: Parte 5 – Os Pianeiros

Olá pessoal!
Esse é, por hora, o encerramento da série “conhecendo mais o piano”, ou pelo menos da parte histórica da coisa =)
Mas não se desesperem! Muito mais vem por aí haha \o/


Ernesto Nazareth

Aí vai um trecho:

O piano na música popular brasileira – os “pianeiros”
Por volta de 1850, um bom piano americano ou inglês custava no Rio de Janeiro cerca de 1:200,000, esta quantia equivalia a cerca de 2 anos de salário de um pai de família de nível médio! Assim sendo, pouca gente da cidade disporia de tal despesa. Mas, com a riqueza trazida pela cultura do café no Vale do Paraíba, tornaram-se comuns os anúncios de compra e venda de pianos nos jornais, que, com o passar do tempo tiveram seus preços caindo progressivamente ao ponto de torná-lo acessível a muitos comerciantes, profissionais liberais bem sucedidos e aos burocratas. Isto significou a incorporação à música popular do pianista, juntando-se aos violonistas, flautistas e cavaquinistas nos conjuntos instrumentais, e também do “pianeiro”, caricatura de pianista, que não tinha teoria musical mas possuia balanço e tocava “de ouvido”.

Novamente a fonte é o site Atelier de Pianos Prof. Motta. Ótimo site! Visitem!

Clique aqui para continuar lendo

Espero que tenham gostado! Até a próximaaaaa o/

Posts relacionados:


4 Responses to Conhecendo mais o piano: Parte 5 – Os Pianeiros

  1. Nãoo, não pode ser o fim da série!! O_OAdorei! Muito bom saber mais sobre a história do piano aqui no Brasil… Adoro o Ernesto Nazareth. Meu professor ainda tá me devendo umas músicas da Chiquinha Gonzaga também.Valeu pelo post, Le! =D

  2. Nãoo, não pode ser o fim da série! (2)Foi por causa desta série que descobri o site de vcs! :DO material é excelente!Como Dica: "Coloque a fonte sempre no final da matéria, fica mais clean!"Parabéns e Abração! :D

  3. Ches e César:
    xD hauahauhauahuahau
    Ok! Esse não será o fim então \o/
    Acabei tendo várias idéias novas pra posts futuros ^^

    Ches:
    Que bom que vc gostou! Essa é uma das minhas partes preferidas da história ^^
    Eu amo os dois! Meu professor prometeu me passar a Odeon, não vejo a hora! *-*

    César:
    Nossa, me emocionei agora! =')
    É muito gratificante saber disso, vc nem faz idéia ^^

    Dica anotada! =D

    Valeuzão aos dois!
    =**

  4. Pingback: Um ano de blog | Nocturne in the Moonlight

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *